Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sindicatos da Função Pública defendem adiamento das negociações face a crise política

Lusa

  • 333

Lisboa, 03 jul (Lusa) - Os sindicatos da Administração Pública afetos à UGT consideraram hoje que as negociações relativas à lei geral do trabalho em funções públicas devem ser adiadas face à atual situação política, após a demissão de dois ministros do Governo.

"Consideramos, claramente, que não estão reunidas as condições para que se faça a discussão de um projeto desta natureza", disse a vice-presidente do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE), Helena Rodrigues, no final de uma reunião com o secretário de Estado Hélder Rosalino.

Segundo a sindicalista, a questão foi colocada pela frente sindical no arranque dos trabalhos, mas "o secretário de Estado disse que as negociações vão continuar", tendo inclusivamente agendado uma nova reunião para segunda-feira.