Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sindicato quer irradiação de dirigente do Varzim por "comportamento desumano" com jogador

Lusa

  • 333

Lisboa, 04 mar (Lusa) -- O Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol (SJPF) pediu hoje a irradiação do diretor desportivo do Varzim, alegando que o clube deixou de pagar o salário, desalojou e tirou a alimentação a um dos seus jogadores.

Em conferência de imprensa, o presidente do organismo, revelou que a formação que disputa a II Divisão deixou em novembro do ano passado de pagar o salário a Max, jogador contratado no início da temporada, tendo em janeiro tirado a alimentação e obrigado o defesa brasileiro de 20 anos a abandonar a casa onde residia.

"Além de um atropelo à lei laboral, este é um caso de desumanidade. O Max foi proibido de se alimentar no restaurante à custa do clube, como está acordado, e foi obrigado a sair de casa. Não é só uma questão desportiva, é uma questão humana", afirmou Joaquim Evangelista.