Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sindicato dos ferroviários acusa CP de violar lei da greve

Lusa

  • 333

Lisboa, 01 out (Lusa) - O Sindicato dos Trabalhadores do Setor Ferroviário (SNTSF) acusou hoje a CP de estar a violar a lei da greve, referindo-se ao protesto dos funcionários da empresa, agendado para o feriado do 05 de outubro.

Contactado pela agência Lusa, José Manuel Oliveira, dirigente deste sindicato, explicou que a administração da CP terá enviado cartas aos trabalhadores para garantir os serviços mínimos na sexta-feira, uma iniciativa que é "ilegal", citando um acórdão do Colégio Arbitral.

"O próprio acórdão [do Tribunal Arbitral do Conselho Económico e Social] diz que há um conjunto de serviços [mínimos a garantir], desde que não haja outros transportes alternativos. Ora, não se prevê que a Carris e o Metro de Lisboa não estejam a funcionar normalmente [nesse dia]. Depois, [a empresa] só o poderia fazer 24 horas antes" do dia da greve, afirmou José Manuel Oliveira.