Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sindicato da Polícia contesta "forma quase autoritária" da Liga em querer impor policiamento gratuito

Lusa

  • 333

Redação, 24 fev (Lusa) -- O presidente do Sindicato Nacional da Polícia (SINAPOL), Armando Ferreira, contestou hoje a "forma quase autoritária" como o líder da Liga de Clubes pretende impor a gratuitidade do policiamento nos estádios de futebol.

"O nosso espanto já não é a confusão nos estádios, mas a reação do presidente da Liga de Clubes, a querer vir, de uma forma quase autoritária, impor a ideia de que a segurança nos estádios tem que ser assegurada pelo Estado português", referiu à agência Lusa o dirigente sindical.

Contrapondo à tese de Mário Figueiredo, que hoje responsabilizou o Governo pelos recentes incidentes nos campeonatos profissionais, Armando Ferreira disse "subscrever por completo" as declarações do ministro da Administração Interna, Miguel Macedo.