Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Silvio Berlusconi acusa juízes italianos de quererem "eliminá-lo"

Lusa

  • 333

Roma, 11 mai (Lusa) -- O ex-primeiro-ministro italiano Sílvio Berlusconi disse hoje que os juízes querem "eliminá-lo", que se sente perseguido pela justiça e que sobre ele existe um "prejuízo político, uma inveja que desemboca em ódio" contra ele e as classes políticas que representa.

De acordo com a agência de notícias espanhola EFE, Sílvio Berlusconi fez estas afirmações durante uma reunião do seu partido, o Povo da Liberdade (PdL), na cidade de Brescia, no norte da Itália.

Durante o seu discurso, o ex-chefe do Governo italiano fez duras críticas à justiça, três dias depois do Tribunal da Relação de Milão ter confirmado a sentença que o condena a quatro anos de prisão por crimes de fraude fiscal na compra de direitos de filmes, naquele que ficou conhecido como o caso 'Mediaset'.