Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Silva Peneda quer abrandamento da austeridade e mais atenção aos parceiros sociais

Lusa

  • 333

Porto, 17 mar (Lusa) -- O presidente do Conselho Económico e Social (CES), Silva Peneda, defendeu hoje um abrandamento da austeridade que permita a retoma do investimento e apelou ao Governo e à 'troika' que "escutem mais" os parceiros sociais.

"Julgo que a dose de austeridade tal como foi, foi excessiva, o país empobreceu demais, a estrutura económica foi fortemente abalada, e preocupa-me muito, neste momento, o decrescimento do investimento. Temos que criar situações para a retoma do investimento e deve ser esse o foco essencial no tempo que se avizinha, porque mais austeridade, com a dose excessiva com que foi aplicada até agora, levou foi a esta situação", afirmou o presidente do CES.

Silva Peneda falava aos jornalistas no Porto, à margem da sessão de encerramento do XIII Encontro Nacional de Estudantes de Economia e Gestão, onde participou.