Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Setor do tomate em risco de perder mais de 80% dos apoios da UE - associação

Lusa

  • 333

Lisboa, 23 jun (Lusa) -- A Associação dos Industriais de Tomate alertou hoje que a fileira do tomate corre o risco de perder 86% dos fundos comunitários, o que vai fazer com que Portugal deixe de ser um dos maiores exportadores do mundo.

"Cultivar um hectare de tomate tem um custo médio de 5 a 6 mil euros, o que a torna numa das produções mais caras da nossa agricultura. A concretizar-se o pior cenário no Conselho de Ministros da Agricultura de 24 e 25 de junho, os apoios comunitários serão drasticamente reduzidos (menos 86 por cento)", sublinhou, em comunicado, a Associação dos Industriais de Tomate.

Esta estrutura alertou que, nesse caso, muitos produtores vão abandonar esta cultura em favor de outras mais baratas e com mais apoios comunitários.