Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sessenta e seis detidos por suspeita de fogo posto, 44 em prisão preventiva - PJ

Lusa

  • 333

Lisboa, 20 set (Lusa) -- A Polícia Judiciária deteve, desde o início deste ano, 66 suspeitos de fogo posto, 44 dos quais estão em prisão preventiva, revelou hoje à agência Lusa fonte da PJ.

O responsável pelo Gabinete Permanente de Acompanhamento e Apoio (GPAA) da PJ sublinhou "a elevada taxa de aplicação da prisão preventiva [67 por cento]" aplicada este ano pelos tribunais face à registada em 2012, que era de 32 por cento.

"Este ano há uma forte subida de aplicação desta medida de coação [prisão preventiva]", afirmou, realçando: "Dos 66 detidos temos 44 em prisão preventiva, o que significa uma percentagem de cerca de 67 por cento dos casos, quando relativamente ao ano de 2012 tínhamos, a esta data, apenas 16 pessoas em prisão preventiva".