Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sequestradores de embaixador mexicano na Venezuela condenados a 22 anos de prisão

Lusa

  • 333

Caracas, 24 nov (Lusa) - Um tribunal de Caracas condenou a 22 anos e seis meses de prisão, dois homens, de 22 e 27 anos, que admitiram ter participado no rapto do embaixador do México na Venezuela, Carlos Pujalte, e da sua mulher, Paloma Ojeda, a 29 de janeiro.

Num comunicado, o Ministério Público venezuelano explica que os homens foram acusados pelos delitos de sequestro agravado, roubo agravado de viatura, aproveitamento de viatura proveniente do roubo e associação para delinquir.

Segundo a investigação policial, o diplomata e a mulher foram intercetados e sequestrados po homens armados em La Florida, Caracas, na noite de 29 de janeiro.