Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sentimento de insegurança está desfasado da realidade do crime - investigadores

Lusa

  • 333

Redação, 07 out (Lusa) -- O sentimento de insegurança presente na população portuguesa é desproporcional face à realidade do crime no terreno, disseram à Lusa vários investigadores e especialistas, algo que tem diversos motivos como explicação.

O professor da Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação da Universidade do Porto Luís Fernandes declarou que "a maiores níveis de crime não correspondem necessariamente maiores níveis de insegurança e vice-versa" e isto porque "o sentimento de insegurança envolve mais dimensões do que apenas o crime".

Já Eduardo Ferreira, professor na Escola da Polícia Judiciária e autor do livro "Crime e insegurança em Portugal", afirmou à Lusa que "os desfasamentos entre perceções pessoais e sociais sobre um fenómeno social e a estrutura e evolução do mesmo são sempre inevitáveis", sendo que "a capacidade para coligir a analisar informação detalhada e atualizada sobre a criminalidade em Portugal é muito limitada e obriga a generalizações e à criação de modelos descritivos e interpretativos incompletos e por vezes errados".