Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Sentença do "Caso Lancha Voadora" condena maior parte dos 15 arguidos a penas de prisão

Lusa

  • 333

Cidade da Praia, 28 jun (Lusa) - O Tribunal da Comarca da Praia, Cabo Verde, condenou hoje nove dos 15 arguidos do "Caso Lancha Voadora" a penas de prisão efetiva entre os nove e os 22 anos, pelos crimes de associação criminosa e lavagem de capitais.

A leitura da sentença, adiada por duas vezes, foi lida hoje pelo presidente do coletivo de juízes, Sebastião de Pina, que demorou quatro horas a avançar com os pressupostos da decisão, que absolveu seis arguidos e duas das cinco empresas indicadas.

Segundo o acórdão, a pena de prisão maior, 22 anos, foi para Paulo Pereira, diretor da empresa ImoPraia e considerado o líder da rede de tráfico de droga e de lavagem de capitais, cuja mãe, Ivone, foi sentenciada a 11 anos de prisão, e a irmã, Ernestina, a 13.