Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Seguro do dador de sangue obrigatório dentro de dois meses

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 jun (Lusa) -- Todos os dadores de sangue, dentro de dois meses, passam a estar cobertos por um seguro que lhes garante serem indemnizados no caso de eventuais complicações ou acidentes, segundo um diploma hoje publicado.

O decreto-lei hoje publicado em Diário da República salienta que a dádiva de sangue é um ato seguro, mas que não está isento da possibilidade de ocorrer algum incidente ou reação adversa para o dador.

Assim, o diploma permite aos dadores de sangue terem uma garantia "de que as complicações e acidentes relacionados com a dádiva de sangue são devidamente reparados".