Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

SEFIN congratula-se com limite dos juros do crédito mas diz que "usura" continua

Lusa

  • 333

Lisboa, 14 mar (lusa) -- A SEFIN congratulou-se hoje com a decisão do Governo de limitar os juros dos cartões de crédito e dos empréstimos ao consumo, mas criticou as "elevadíssimas" taxas de juro que continuam a ser praticadas e que rasam a "usura".

"A decisão do Governo é positiva, mas continua a permitir cobrar juros excessivos pelo empréstimo de dinheiro. As taxas de juro rasam a usura, continuando muito elevadas", afirmou o presidente da Associação de Consumidores de Produtos e Serviços Financeiros - SEFIN, Luís Natal Marques.

A associação alerta para o "desequilíbrio" na relação entre consumidores e instituições de crédito, lembrando que as obrigações "estão todas do lado de quem tem menos capacidade de análise", os consumidores.