Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Secretário-geral da NATO rejeita intervenção militar na Síria

Lusa

  • 333

Washington, 01 jun (Lusa) -- O secretário-geral da NATO, Anders Fogh Rasmussen, rejeitou, esta sexta-feira, uma intervenção militar do Ocidente na Síria, mas advertiu que para a Aliança Atlântica há uma "linha vermelha": a segurança do seu aliado, a Turquia.

"Acho que todo o mundo percebe que qualquer intervenção militar estrangeira poderia ter imprevisíveis repercussões regionais", sustentou Rasmussen, em declarações à CBS, após uma reunião na Casa Branca com o Presidente norte-americano, Barack Obama. segundo "E é por essa a razão que é tão importante que se centrem as atenções na procura por uma solução política", aditou.

O conflito na Síria foi um dos principais assuntos sobre a mesa no encontro de sexta-feira com o Presidente norte-americano, segundo disse o secretário-geral da NATO, numa outra entrevista posterior concedida à cadeia televisiva CNN.