Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Secretário dos Assuntos Sociais da Madeira de "consciência tranquila" quanto a eventual acusação

Lusa

  • 333

Funchal, 23 fev (Lusa) -- O secretário dos Assuntos Sociais da Madeira afirmou-se hoje de "consciência tranquila" quanto à eventual imputação do crime de prevaricação e mostrou estranheza pela divulgação das notícias sem que os membros do executivo regional tivessem sido notificados.

"Em minha consciência, eu nunca prevariquei, portanto estou de consciência tranquila. Acho estranho haver essa informação na comunicação social sem os eventuais membros do Governo terem sido notificados", afirmou à agência Lusa Francisco Jardim Ramos, o primeiro membro do Governo Regional da Madeira a pronunciar-se sobre a notícia avançada na sexta-feira à noite pela RTP.

A RTP informou que o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) "está a preparar uma acusação contra a totalidade do Governo Regional da Madeira por prevaricação", na sequência do inquérito sobre a alegada ocultação da dívida pública.