Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Secretário de Estado quer gestão descentralizada de próximos fundos comunitários

Lusa

  • 333

Viana do Castelo, 20 jun (Lusa) - O secretário de Estado do Desenvolvimento Regional defendeu hoje a gestão descentralizada dos fundos do próximo quadro comunitário de apoio, afirmando que quem está em Lisboa "não é mais inteligente" do que quem está no território.

"Não há pessoas particularmente iluminadas e quem está em Lisboa não é mais inteligente do que quem está no resto do país", afirmou Manuel Castro Almeida, em Viana do Castelo, à margem da assinatura do pacto territorial "Alto Minho 2020", promovido pelos dez municípios do distrito e que define as prioridades regionais para o próximo quadro comunitário de apoio.

Questionado pela Lusa sobre o recorrente apelo dos autarcas, sobretudo da região norte, de uma gestão descentralizada dos fundos comunitários entre 2014 e 2020, cuja operacionalização está a ser preparada pelo Governo, o secretário de Estado, que tutela esta pasta, assumiu a concordância com essa pretensão.