Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Secretário de Estado admite mais cortes do que os previstos no ensino superior

Lusa

  • 333

Covilhã, 05 set (Lusa) - O secretário de Estado do Ensino Superior, José Ferreira Gomes, admitiu hoje, à agência Lusa, que as transferências de dinheiro para universidades e politécnicos podem vir a ter mais cortes do que os previstos.

José Ferreira Gomes falava, na Covilhã, à margem da tomada de posse do novo reitor da Universidade da Beira Interior (UBI), António Fidalgo.

O governante explicou à Lusa que a verba inscrita na proposta de Orçamento do Estado para 2014, e "já comunicada às instituições", prevê "uma redução de 1,4% de transferências", mas adiantou que "é preciso contar com os imponderáveis".