Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Seca: Governo terá de adotar medidas de emergência -- Confederação Nacional de Agricultura

Lusa

  • 333

Lisboa, 11 ago (Lusa) - O dirigente da Confederação Nacional de Agricultura (CNA) João Dinis defendeu hoje que o Governo terá de adotar medidas de emergência perante os prejuízos dos agricultores provocados pela situação de seca extrema em que o país se encontra.

"Já no final de 2011 e início de 2012, houve bastante falta de chuva e o país entrou em seca extrema e, agora, está de novo nessa situação. Como é sabido, a falta de chuva prejudica as culturas agrícolas, ou então obriga a gastos excessivos com rega mecânica, o que faz disparar os custos de produção que, normalmente, já são bastante caros", disse à Lusa o dirigente da CNA.

"As culturas de outono/inverno foram seriamente afetadas pela seca e, agora, as culturas de primavera/verão afetadas estão. E, se isto assim continua, lá teremos outubro, novembro e dezembro também com problemas por falta de chuva, por falta de água na agricultura", observou João Dinis.