Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Saúde: Mobilidade dos médicos nas Opções do Plano não interfere no processo negocial - Governo

Lusa

  • 333

Lisboa, 17 set (Lusa) - O Ministério da Saúde afirma que a gestão da mobilidade dos médicos "traduz uma intenção programática do Governo" e que a sua referência nas Grandes Opções do Plano (GOP) não pretende interferir nas negociações com os sindicatos.

Em comunicado hoje emitido, a tutela explica que a referência no documento das GOP à mobilidade dos profissionais da Administração Pública "traduz uma intenção programática do Governo (...) já traduzida na proposta de Lei 81/XII", que foi submetida ao parlamento em 03 de julho e vai ser discutida em plenário em 27 de setembro.

Por isso, acrescenta o ministério de Paulo Macedo, "esta referência não traduz qualquer nova intenção do Governo sobre esta matéria, muito menos pretende interferir no processo negocial em curso entre os sindicatos dos médicos e o Ministério da Saúde".