Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Saúde: Manutenção da cirurgia cardíaca pediátrica pode estar em risco - Comissão

Lusa

  • 333

Lisboa, 17 jun (Lusa) -- A Comissão Nacional de Saúde Materna, da Criança e do Adolescente considera que não está assegurada a continuidade cirúrgica cardíaca pediátrica nalguns centros e alerta que a sua manutenção a médio prazo pode estar em risco.

Segundo a proposta da Carta Hospitalar Materna, da Criança e do Adolescente, a maioria dos Centros de Cirurgia Cardíaca Pediátrica do nosso País tem o seu movimento mais complexo assegurado praticamente por um único cirurgião.

"Os cirurgiões cardíacos congénitos mais experientes e autónomos no nosso País têm mais de 50 anos e em alguns casos mais de 60", reforça a comissão, lembrando que a quase totalidade dos cirurgiões mais novos em qualquer dos centros "não tem presentemente experiência e autonomia para realizarem casos mais complexos, nomeadamente cirurgia neonatal".