Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Saúde: DGS estima aumento de doenças mentais e de suicídios devido à crise

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 set (Lusa) -- A Direção-Geral da Saúde (DGS) considera que atual crise financeira vai ter impactos "muito significativos" na saúde mental, estimando um aumento de algumas doenças mentais e da taxa do suicídio em alguns setores da população.

No Programa Nacional para a Saúde Mental (PNSM), elaborado pela DGS e hoje divulgado, o organismo do Ministério da Saúde refere que "a crise financeira que vivemos vai ter seguramente impactos muito significativos na saúde mental das populações", sendo "plausível a ocorrência de um aumento da prevalência de algumas doenças mentais, assim como o aumento da taxa de suicídio em alguns setores da população".

Nesse sentido, a DGS considera ser necessário que o PNSM tome "em devida conta" esta nova realidade, reforçando as medidas já previstas em relação ao desenvolvimento de serviços na comunidade, à promoção de programas de prevenção da depressão e do suicídio, e ao desenvolvimento da capacidade de intervenção em crise.