Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Saúde: Caso de aborto ilegal no hospital de Torres Vedras remetido para o Ministério Público

Lusa

  • 333

Torres Vedras, 18 jul (Lusa) - A Inspeção Geral das Atividades da Saúde decidiu remeter ao Ministério Público o caso do médico suspeito de realizar abortos ilegais no hospital de Torres Vedras, segundo o respetivo relatório de averiguações, a que a Lusa teve hoje acesso.

De acordo com o relatório do processo de averiguações, datado de 12 de junho, a Inspeção Geral das Atividades da Saúde (IGAS) decidiu dar conhecimento das conclusões a que chegou ao Ministério Público.

O ginecologista efetuava abortos ilegais a troco de dinheiro na urgência do Centro Hospitalar de Torres Vedras, que entretanto já suspendeu o contrato com o médico. O caso foi noticiado pela RTP, no âmbito de uma investigação jornalística, após uma denúncia de uma mulher.