Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Satélite equatoriano "está vivo" após colisão com fragmentos de foguete russo

Lusa

  • 333

Quito, 24 mai (Lusa) -- O satélite Pegaso, colocado em órbita em abril sobreviveu a uma colisão lateral com fragmentos dos restos de um foguete soviético lançado em 1985, disse na quinta-feira à Efe o diretor da Agência Espacial Civil Equatoriana (Exa), Ronnie Náder.

"O Pegaso está vivo, está a transmitir, mas não podemos captar o seu sinal porque está a girar sobre si mesmo, pelo que a antena não pode ser orientada para a Terra", indicou Ronnie Náder, depois de destacar que a cobertura que blinda o satélite impediu os danos dos fragmentos dos restos do foguete soviético.

Ronnie Náder precisou que, antes do choque ocorrido no início da madrugada de quarta-feira, a Exa enviou comandos informáticos ao satélite para que fossem tomadas medidas de proteção.