Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

São Tomé e Príncipe vive nova crise no fornecimento de energia elétrica

Lusa

  • 333

São Tomé, 23 abr (Lusa) - Os cortes constantes de energia elétrica regressaram à ilha de São Tomé, dois anos depois de um período em que os cidadãos tinham garantia de apenas 10 a 12 horas de fornecimento de eletricidade por dia.

Nos últimos dias a suspensão no fornecimento tornou-se novamente regular e hoje, em comunicado distribuído à imprensa, a Empresa de Agua e Electricidade (EMAE) de São Tomé e Príncipe anunciou que as "interrupções no fornecimento de eletricidade vão manter-se durante os próximos dias".

A EMAE justifica as suspensões diárias no fornecimento de energia elétrica com a avaria da central privada de Bôbo Forro (três quilómetros do centro da capital), sob gestão da empresa italiana Renergia Fisi, com a avaria num dos três grupos geradores de Santo Amaro (sete quilómetros a norte da ilha), financiada, montada e sob gestão de taiwaneses, e com a revisão nos grupos da central da capital, construída no tempo colonial.