Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

São Tomé e Príncipe pode "entrar em caos" caso não seja reposta normalidade institucional - PM

Lusa

  • 333

São Tomé, 29 nov (Lusa) - O primeiro-ministro são-tomense, Patrice Trovoada, considerou hoje que o país entrará em "caos" caso não seja "rapidamente" restabelecida a normalidade institucional no arquipélago, após a aprovação de uma moção de censura ao Governo na quarta-feira.

"Não se pode brincar com o futuro dos são-tomenses e é preciso que rapidamente se volte à normalidade, caso contrário o país entrará num caos, caos, caos", disse Patrice Trovoada, em declarações à Rádio Nacional de São Tomé e Príncipe.

"O poder não está na rua, o Governo não caiu, o Governo está em plena função e nós consideramos aquilo que passou na Assembleia Nacional como um ato cheio de vício e nulo".