Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

São Tomé e Príncipe perdeu nove milhões de euros por incumprimento de acordo sobre venda de petróleo - ministro

Lusa

  • 333

São Tomé 17 Fev (Lusa) - São Tomé e Príncipe perdeu em 2012 cerca de 12 milhões de dólares (09 milhões de euros) por ter rejeitado um memorando assinado com uma empresa sobre a comercialização dos 30 mil barris de petróleo diário da Nigéria, revelou hoje o ministro dos Recursos Naturais, Osvaldo Abreu.

"Em 17 de outubro de 2011, o governo assinou um memorando de entendimento com uma empresa para efeitos dessa operação dos 30 mil barris de petróleo, interrompendo a operação que vinha sendo feito com um outro operador", explicou o ministro.

O governo cessante "não procedeu à execução do memorando, dando os devidos poderes à empresa interessada de ir levantar os barris e pagar as respetivas percentagens ao estado são-tomense, fazendo com que durante o ano de 2012 nós nos víssemos privados deste montante", acrescentou.