Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

São Tomé e Príncipe aposta em centros de produção animal para garantir autossuficiência

Lusa

  • 333

São Tomé, 03 ago (Lusa) -- O governo de São Tomé e Príncipe quer assegurar a autossuficiência alimentar de carne e, com o apoio investidores estrangeiros, está a construir centros de produção pecuária em todo o arquipélago.

Um total de 110 cabeças de gado bovino importados do Brasil e 53 porcos de origem inglesa destinados à reprodução já estão no arquipélago, num projeto inovador do BAD que está orçado em 4,5 milhões de euros.

Em declarações à Lusa, o representante do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), Hélder Menezes, que apoia a produção bovina, explicou que o objetivo é "garantir ao país a produção de carne destinada à alimentação" da população, procurando reduzir a importação.