Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Salão Automóvel de Detroit define campos de batalha para os próximos anos

Lusa

  • 333

Detroit, Estados Unidos, 17 jan (Lusa) - O Salão Internacional do Automóvel de Detroit, aberto desde segunda-feira ao público, vai definir a estratégia do setor para os próximos anos, tendo em atenção o pujante mercado chinês e norte-americano e a queda abrupta da Europa.

Os construtores recuperaram a esperança depois de vários anos imersos numa imensa crise iniciada em 2008 nos Estados Unidos e transposta agora para o continente europeu, pelo que o Salão de Detroit serviu para apresentar várias novidades mundiais como o primeiro veículo elétrico da Cadillac, os protótipos Ford Atlas e Nissan Resonance e ainda a berlina desportiva de luxo Lexus IS.

No meio de toda esta pujança, a Europa é o 'patinho feio', em que todos os responsáveis das marcas expressaram em Detroit a sua preocupação devido à crise económica, o seu efeito dramático nas vendas e as nulas perspetivas de que a situação se inverta a curto prazo.