Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Saída da Grécia do euro poderia desencadear saídas em cadeia e grave recessão económica mundial - Estudo

Lusa

  • 333

Redação, 17 out (Lusa) -- A saída da Grécia da zona euro seria gerível pela União Europeia do ponto de vista meramente económico, mas poderia desencadear saídas em cadeia de Portugal, Espanha e Itália e uma grave crise económica mundial, alerta um estudo.

Segundo o estudo do instituto Prognos AG, divulgado hoje pela fundação alemã Bertelsmann, o eventual abandono do euro pela Grécia poderá ter um "efeito dominó" na Europa e, mesmo, a nível internacional, afetando não apenas os Estados-membros do sul e os restantes parceiros da União, mas também os EUA, China e outros países emergentes.

Focando-se nas possíveis consequências financeiras de diferentes cenários, desde a saída isolada da Grécia do euro até ao abandono também de outros países em dificuldades, o estudo avança, pela primeira vez, como possível um recuo no crescimento económico da Alemanha e de 42 das principais economias industriais e países emergentes até 2020.