Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

SAD do Beira-Mar crítica Mano Nunes e acusa ex-dirigente de criar instabilidade

Lusa

  • 333

Aveiro, 04 mai (Lusa) - A SAD do Beira-Mar criticou hoje Mano Nunes e acusa ex-presidente de "criar instabilidade", ao mover uma ação judicial contra o clube, que resultou na penhora dos salários dos jogadores pertencentes à sociedade comercial de Majid Pishyar.

Em comunicado, a SAD da formação "aurinegra" sublinhou que o processo instaurado por Mano Nunes é ao "Sport Clube Beira-Mar e à SAD na qualidade de sociedade participada em 15 por cento pelo clube" e não ao investidor iraniano Majid Pishyar.

A nota informativa deixa duras críticas ao ex-dirigente aveirense, que reclama créditos no valor de cerca de 80 mil euros: "Contrariamente àquilo que apregoa, segue a mesma estratégia de outros ex-dirigentes, com que partilha responsabilidade da criação da dívida do clube".