Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Rússia: Condescendência para Pussy Riot pedida por Putin desconcerta advogados de defesa

Lusa

  • 333

Moscovo, 03 ago (Lusa) -- A condescendência pedida pelo Presidente russo para as três mulheres do grupo Pussy Riot que estão a ser julgadas por vandalismo, após terem criticado o regime, deixou os advogados de defesa desconcertados.

Em Londres, onde se encontrava para assistir aos Jogos Olímpicos, Vladimir Putin sugeriu, na quinta-feira, que as três jovens não devem ser "julgadas muito severamente", embora tenha admitido não ver "nada de bom" na atuação da banda punk e feminista Pussy Riot.

Com as caras cobertas por balaclavas, vários membros do grupo Pussy Riot cantaram uma música de protesto intitulada "Virgem Maria, liberta-nos de Putin", a 21 de fevereiro, no interior da Igreja de Cristo Salvador, em Moscovo.