Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Rui Tavares propõe reforço das regras da banca para combater evasão fiscal

Lusa

  • 333

Lisboa, 01 mar (Lusa) -- O reforço das regras de operação da banca permite reduzir a evasão fiscal e deve ser feito agora, que a banca europeia depende do Banco Central Europeu e do dinheiro dos contribuintes, defendeu hoje o eurodeputado Rui Tavares.

"Se não podemos estender o nosso longo braço para acabar com o paraíso fiscal nas ilhas Caimão, (...) podemos obrigar os bancos europeus, que estão neste momento a ser sustentados pelo dinheiro do contribuinte e que (...) necessitam da credibilidade do Banco Central Europeu, a dar-nos informação acerca do que as suas filiais fazem mesmo fora da União Europeia", disse.

O eurodeputado independente, que falava à imprensa na apresentação em Lisboa de sete recomendações para o combate à lavagem de dinheiro e evasão fiscal na União Europeia, frisou que, em 2010, a fuga aos impostos em Portugal ascendeu a 12 mil milhões de euros, cerca de 80% do défice nesse ano ou 63% do orçamento para a Saúde.