Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Rosalino esclarece que "não estava a prometer" reduzir horário de trabalho

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 jul (Lusa) - O secretário de Estado da Administração Pública esclareceu que estava "a falar em abstrato" quando admitiu a possibilidade de alterar o horário de trabalho, que agora pretende alargar para as 40 horas semanais, e frisou que não fez qualquer promessa.

"Falei no condicional, não estou a prometer nada e não estou em condições de o fazer", disse o secretário de Estado da Administração Pública, Helder Rosalino, em declarações aos jornalistas após a sua audição, no Parlamento, na Comissão de Orçamento, Finanças e Administração Pública, sobre as propostas de lei que visam alterar o horário de trabalho de 35 para 40 horas semanais e a requalificação dos funcionários públicos.

Em resposta à deputada socialista Isabel Santos, o governante disse na audição admitir "que ultrapassada esta fase de emergência, possa estar colocada a possibilidade de alterar novamente o horário de trabalho".