Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Romário acusa Comité Olímpico Brasileiro de irregularidades no contrato de venda de bilhetes

Lusa

  • 333

Rio de Janeiro, 03 out (Lusa) -- O antigo futebolista brasileiro e atual deputado Romário pediu hoje ao governo para investigar a atribuição dos contratos de venda de bilhetes para os Jogos Olímpicos de 2016 por parte do Comité Olímpico Brasileiro (COB), que acusou de "irregularidades".

As acusações do antigo avançado da "canarinha" visam o presidente do COB, Carlos Nuzman, e o seu amigo Patrick Hickey, membro da comissão executiva do Comité Olímpico Internacional (COI) e presidente do Comité Olímpico Irlandês.

Romário acusa Hickey de ter influenciado o organismo brasileiro no contrato de venda de bilhetes do Rio2016 para a Irlanda, de modo a que o grupo em que trabalha o filho, Stephen Hickey, conquistasse o negócio.