Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Rio defende rigor na aplicação dos fundos para corrigir assimetrias regionais

Lusa

  • 333

Porto, 19 abr (Lusa) -- O presidente da Câmara do Porto defendeu hoje maior rigor na aplicação das verbas comunitárias destinadas à redução das assimetrias regionais e uma melhor fiscalização da parte de Bruxelas para evitar "manobras contabilísticas" que desvirtuam o sentido dos fundos.

"Se se analisar, ao fim de todos estes anos, a aplicação dessas verbas em Portugal e olharmos para os indicadores económicos, nós verificamos que, por exemplo, a região norte tem indicadores, em termos relativos, ainda piores que tinha há uns anos atrás. E se formos consultar a contabilidade da aplicação dos fundos, a região recebeu milhões e milhões de euros para o seu desenvolvimento regional e para a redução das suas assimetrias regionais", disse.

Então, "como é que é possível que tantos milhões tenham sido investidos na região norte e ao fim destes anos todos os indicadores ainda estão piores do que aquilo que estavam há 20 anos? É evidente que há uma diferença gigantesca entre aquilo que é a realidade e aquilo que é a contabilidade. E esses erros cometidos são da responsabilidade do governo português, mas são também da responsabilidade das instâncias europeias", considerou.