Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Revista de Imprensa

Lusa

  • 333

lisboa, 10 jun (Lusa) -- O Governo quer investigar milhares de baixas médicas em que foram detetadas irregularidades e já pediu a colaboração da Polícia Judiciária, noticia hoje o Correio da Manhã.

Segundo o diário, o secretário de Estado da Segurança Social, Marco António Costa, já pediu o levantamento dos 500 maiores prescritores (médicos) e dos mil maiores beneficiários de baixas médicas, numa medida que se insere "num plano mais amplo do ministério de combate à fraude ao sistema contributivo".

As irregularidades em causa são graves, escreve o CM, e têm a ver com a não identificação do código da cédula profissional e/ou da unidade de saúde. No ano passado foram comunicadas à Segurança Social 1.503.038 baixas, das quais 62.610 não identificam a unidade de saúde.