Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Revista de Imprensa

Lusa

  • 333

Lisboa, 28 abr (Lusa) - As propostas do ministro das Finanças para responder ao chumbo do Tribunal Constitucional, que passam por cortes nas pensões, dividiram o Governo e fizeram o primeiro-ministro adiar uma decisão, noticia hoje a imprensa nacional.

No Conselho de Ministros de sexta-feira, as soluções apresentadas por Vítor Gaspar contaram com a oposição do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros e líder do CDS-PP, Paulo Portas, que as considerou "inaceitáveis", mas também com a contestação de vários governantes do PSD.

O Diário de Notícias, que puxa o tema para a manchete, escreve que o ministro das Finanças ficou isolado e foi "obrigado a recuar.