Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Revista de Imprensa

Lusa

  • 333

Lisboa, 17 mar (Lusa) -- Um professor português detido nos EUA por ameaça terrorista e um gestor do Ministério da Saúde que gastou 100 mil euros ao Estado em viagens à América Latina fazem hoje capas dos diários nacionais.

O Correio da Manhã chama para manchete a notícia de que o atual presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Luís Cunha Ribeiro, fez entre 2008 e maio de 2011, quando era consultor do Ministério de Ana Jorge, 13 deslocações a Cuba, Uruguai e Colômbia, e gastou 7.700 euros em cada uma.

No Diário de Notícias, o destaque vai para a história de um professor português que foi detido há dois meses nos EUA quando se recusou a abrir as malas à entrada para um monumento histórico dizendo que levava explosivos na mala.