Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Revista de Imprensa

Lusa

  • 333

Lisboa, 10 jan (Lusa) -- O relatório do FMI com propostas para a redução da despesa pública portuguesa domina hoje as capas dos jornais que realçam também que os trabalhadores do setor privado vão poder recusar pagamento de subsídios em duodécimos.

Os cortes nas pensões, a dispensa de professores, a diminuição dos subsídios de desemprego ou o aumento da idade de reforma são alguns dos pontos destacados na imprensa que detalha as propostas do relatório do FMI para a redução da despesa pública e que estão a causar polémica.

A imprensa destaca também que os trabalhadores do setor privado vão poder recusar o pagamento dos subsídios de férias e de Natal em duodécimos e manter o regime atual e o aumento do número de endividados que pediu ajuda à associação de defesa do consumidor Deco (5.400) em 2012.