Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Revista de Imprensa

Lusa

  • 333

Lisboa, 29 dez (Lusa) -- O Expresso noticia hoje que a redução das indemnizações por despedimento dividiu o governo na reunião do Conselho de Ministros de quinta-feira e poderá levar o líder da UGT a romper o acordo de concertação social.

Segundo o semanário, o líder sindical diz que as novas regras para as indemnizações por despedimento, aprovadas na quinta-feira "ofende gravemente os compromissos assumidos" pelo governo e "cria uma crise séria" com a UGT.

Mesmo no seio do Governo, acrescenta o Expresso, o assunto criou divisões, com o ministro da Economia a defender uma fórmula transitória e o das Finanças a insistir no cumprimento do compromisso assinado com a Troika.