Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Responsáveis do Glasgow Rangers querem sair da Bolsa para obter 25 ME

Lusa

  • 333

Londres, 11 out (Lusa) -- Os responsáveis do clube escocês de futebol Glasgow Rangers, recuperado por um empresário britânico após a bancarrota, anunciaram hoje a saída da Bolsa com a intenção de "encaixar" 25 milhões de euros.

Os "protestantes", 54 vezes campeões da principal liga da Escócia, mas despromovido para o quarto escalão devido aos problemas financeiros, vai tentar ficar cotado no Mercado Alternativo de Investimento (AIM), na Bola de Londres, destinado a pequenas e médias empresas e com uma regulação mais flexível do que o índice principal.

O consórcio liderado pelo ex-futebolista dos escalões inferiores ingleses Charles Green, que comprou o clube escocês no verão por 6,8 milhões de euros, espera a admissão no AIM antes do fim do ano.