Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Responsáveis BP declaram-se não culpados de homicídio relacionado com maré negra

Lusa

  • 333

Nova Orleães, EUA, 28 nov (Lusa) -- Dois responsáveis da BP declararam-se hoje não culpados de homicídio em resposta à acusação de não terem impedido a explosão que causou 11 mortos numa plataforma petrolífera e uma maré negra no Golfo do México, noticia a AFP.

Robert Kaluza, de 62 anos, e Donald Vidrine, de 65, depuseram num tribunal federal em Nova Orleães, no Estado da Luisiana, no Sul dos Estados Unidos, para onde foram convocados, tal como um colega, acusado de obstrução à justiça.

Os advogados de Kaluza e Vidrine, os dois responsáveis mais importantes da BP na plataforma Deepwater Horizon no momento da explosão, em abril de 2010, estimaram que os seus clientes estavam a ser tratados como bodes expiatórios.