Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Representante do matadouro chinês que sofreu incêndio foi detido

Lusa

  • 333

Pequim, 04 jun (Lusa) -- O representante legal da empresa que detém o matadouro de aves chinês que sofreu um incêndio na segunda-feira, causando 120 mortos, foi detido e os bens da companhia foram congelados, informaram hoje as autoridades locais.

O incêndio, que foi o mais grave ocorrido na China em 12 anos, destruiu o matadouro Baoyuanfeng em apenas alguns minutos depois de uma explosão aparentemente relacionada com o derrame de uma substância química e causou também ferimentos a 70 pessoas, segundo a agência oficial chinesa Xinhua.

"O representante legal foi detido e os bens da empresa foram congelados", disse um responsável do departamento de propaganda do Partido Comunista em Changchun, citado pela agência AFP sob anonimato.