Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Rendas: Nova lei "responde à opção do Governo de aniquilar classes médias" -- Marinho e Pinto

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 mar (Lusa) - O bastonário da Ordem dos Advogados, António Marinho e Pinto, afirmou hoje, em Lisboa, que a nova lei do arrendamento urbano "responde" à "opção ideológica" do Governo de "aniquilar as classes médias" em Portugal.

"[Esta lei] nasceu completamente torta, mas, sobretudo, responde a uma opção ideológica clara deste Governo de aniquilar as classes médias", disse Marinho e Pinto aos jornalistas, à margem da conferência "A Lei das Rendas e suas Consequências", organizada pela Comissão de Inquilinos das Avenidas Novas, na Biblioteca Municipal do Palácio Galveias, com o apoio da Câmara de Lisboa.

O bastonário da Ordem dos Advogados defendeu ainda que há aspetos desta lei - nomeadamente o Balcão Nacional de Arrendamento ou a possibilidade de, em alguns casos, e embora com um recurso a decorrer, o inquilino ser despejado - que são "uma selvajaria pura".