Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Renamo ameaça recorrer à força para retirar a polícia de sede no norte de Moçambique

Lusa

  • 333

Nampula, Moçambique, 28 mai (Lusa) - A Renamo, principal partido da oposição em Moçambique, considerou "esgotadas" todas as tentativas de recuperação, "por via pacífica", da sua sede em Nampula, norte de Moçambique, ocupada pela polícia desde 08 de marco de 2012.

Volvidos cerca de quinze meses de um confronto armado entre agentes da Força de Intervenção Rápida (FIR) e ex-guerrilheiros da Renamo (Resistência Nacional Moçambicana), as instalações onde funcionava a sede do partido, e onde, na altura, se encontravam acomodados militantes, alguns dos quais fortemente armados, continua ocupada pela polícia.

Em declarações à Lusa, na segunda-feira, Armindo Melaco, chefe nacional de Mobilização da Renamo, disse não haver alternativa senão recorrer à violência para recuperar a sede do partido.