Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Relvas/Licenciatura: Lusófona quer deixar para trás um caso que a afetou "por demais"

Lusa

  • 333

Lisboa, 05 abr (Lusa) -- A Universidade Lusófona reconheceu hoje que a polémica em torno da licenciatura de Miguel Relvas afetou "por demais" a vida da instituição, classificando o processo de "excecionalmente complexo".

A universidade afirma, em comunicado, que vai prosseguir o trabalho norteada pelos objetivos que a impulsionaram no passado, deixando para trás "um processo excecionalmente complexo e individualizado que já por demais afetou a vida da instituição".

No documento hoje divulgado, a Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (HLUT) afirma ter recebido a 04 de abril o despacho do secretário de Estado do Ensino Superior, João Queiró, relativo à "ação de controlo conduzida pela Inspeção Geral de Educação e Ciência (IGEC) ao procedimento de avaliação do ex-aluno n.º 20064768".