Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Relatos de trabalho infantil em Angola na construção civil associados a obras chinesas - AIA

Lusa

  • 333

Luanda, 29 mai (Lusa) - Os relatos de uso de mão-de-obra infantil em Angola na construção civil estão associados a empresas chinesas, cujos contratos baseados em salários "verdadeiramente de miséria" são potenciados pela inexistência de obrigações sociais e fiscais, denunciou fonte oficial.

A queixa é do presidente da Associação Industrial de Angola (AIA), José Severino, e consta do relatório final elaborado pelo gabinete de intercâmbio internacional do Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social de Angola e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), relativo ao Seminário Nacional sobre o Trabalho Infantil, realizado em abril.

O documento enviado hoje à agência Lusa refere que é "claramente visível" em Angola o envolvimento ilegal de mão-de-obra infantil na atividade extrativa de inertes, na agricultura em pequena escala e na construção civil.