Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Relatório do FMI para a saúde tem uma "uma enorme falsidade" - Correia de Campos

Lusa

  • 333

Paços de Ferreira, 19 jan (Lusa) - O antigo ministro da Saúde Correia de Campos disse hoje que o relatório do FMI tem "uma enorme falsidade" quando refere que os gastos da saúde em Portugal têm vindo "a crescer desmesuradamente".

"Não vale a pena irem buscar as estatísticas que convêm para justificar uma ideologia e os pontos de vista neoliberais", afirmou, criticando o Fundo Monetário Internacional.

O antigo ministro intervinha, no sábado à noite, num fórum sobre a sustentabilidade do Serviço Nacional de Saúde (SNS), promovido em Paços de Ferreira pela Federação Distrital do Porto do PS.