Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Relatório do chefe da missão a Londres2012 aponta ausência de estratégia

Lusa

  • 333

Lisboa, 28 nov (Lusa) -- O relatório do chefe da missão portuguesa aos Jogos Olímpicos Londres2012 denuncia a ausência de uma estratégia global na preparação dos atletas e sublinha que os resultados superaram os níveis de prática desportiva e de investimento público.

No documento, a que a agência Lusa teve hoje acesso, Mário Santos crítica a inexistência de objetivos quantificáveis no contrato-programa com o Estado, o que na sua opinião "impede um exercício de avaliação claro e inequívoco", e lamenta o facto de as federações não terem participado na definição dos mesmos.

Por isso, o responsável entende que "os resultados desportivos podem ser lidos e avaliados por diversos critérios que se podem enquadrar no conceito de 'Melhoria qualitativa global dos resultados desportivos nos Jogos Olímpicos de Londres 2012'", inscrito nos objetivos definidos no contrato-programa.