Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Relatório da missão paralímpica Londres2012 sugere aposta na formação e melhoria das condições

Lusa

  • 333

Lisboa, 13 dez (Lusa) -- O aumento do nível competitivo, as condições de treino e falta de aposta na formação de novos atletas são algumas das causas apontadas no relatório da missão paralímpica portuguesa para uma das participações "menos bem conseguida de sempre".

"Portugal, ao conquistar três medalhas, posicionando-se no 63.º lugar do medalheiro, sai de Londres com uma das menos bem conseguidas participações em Jogos Paralímpicos", refere o relatório da missão paralímpica Londres2012, aprovado quarta-feira pelo Comité Paralímpico de Portugal (CPP).

No documento, o chefe de missão, Carlos Lopes, destaca "a aposta crescente de inúmeros países no desporto paralímpico" que "fez aumentar significativamente o nível competitivo das provas" e deixa sugestões para o futuro do desporto paralímpico português.